Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jornal O Diabo

jornalismo independente

jornalismo independente

Bispos pedem referendo a casamento de homossexuais

Os Bispos portugueses, reunidos em Fátima, afastam uma crítica formal ao Governo, mas pedem a consulta à população sobre o tema das uniões homossexuais.

 

Um referendo sobre a possibilidade do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo é uma das propostas apresentadas pelos bispos portugueses, que estão reunidos no Santuário de Fátima até ao final da semana. Para a Conferência Episcopal, que dará uma conferência de imprensa sobre este e outros assuntos esta quinta-feira, o tema não entra na agenda oficial do encontro, mas preocupa o episcopado. D. Jorge Ortiga, presidente da Conferência Episcopal deve pronunciar-se ainda esta semana contra a adopção da medida política sem que sejam auscultados os eleitores, por se tratar de um assunto de consciência moral e ética.

 

O Partido Socialista, entretanto, quer fazer passar a lei até ao final do ano e é acompanhado nesta matéria pelas propostas do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda. Este último, na sua proposta, vai apresentar ainda a possibilidade dos casais homossexuais civilmente casados poderem apresentar-se para a adopção de crianças institucionalizadas. Já no PSD, Manuela Ferreira Leite deve permitir liberdade de voto, porque o um tema  divide a bancada laranja. O CDS, em princípio, votará contra, mas, para já, afirma que o tema não é relevante nem urgente.

 

O casamento homossexual foi uma promessa de José Sócrates durante a campanha eleitoral e estava integrada quer no programa do PS quer, agora, no debatido programa de Governo. Nos últimos dois anos o tema tem estado na agenda central da maçonaria portuguesa, levando mesmo o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, o professor António Reis, a advogar a medida como uma das grandes prioridades maçónicas do século XXI.